Blog

POSTADO POR ASSESSORIA DE MARKETING COMENTÁRIOS 0

As principais causas de incêndios

Quando acontece um incêndio em edifícios comerciais (Shoppings, por exemplo), residenciais, industriais, armazéns, entre outros, o princípio deste incêndio, pode ter os mais variados motivos. Desde um simples acidente causado por descuido, até por uma ação proposital.
Em geral, os incêndios ocorrem devido a três causas distintas: Naturais, acidentais ou propositais criminosas.

Causas Naturais
Ocorrem devido à ação da natureza ou em casos onde ocorre o início do incêndio sem a necessidade de contato com uma fonte externa de calor. Entre as principais causas estão:

  • Descargas Atmosféricas (Raios);
  • Combustão espontânea de fibras de algodão, produtos químicos ou pólvora.

Causas acidentais
Geralmente, ocorrem em consequência de negligência, imprudência ou imperícia. Entre as principais causas estão:

  • Eletricidade: Mau contato, curto-circuito, sobrecarga de circuitos;
  • Cigarro, Velas, Palitos de fósforo, Balões, Fogos de Artifício, Vazamento de líquidos inflamáveis e gás de cozinha, entre outros.

Causas criminosas
Quando existe a ação intencional do ser humano que envolve dolo, ou seja, intenção de causar o incêndio. Desta forma, algumas das causas listadas como acidentais, podem vir a ser a forma utilizada para se provocar um incêndio criminoso.
Estudos e levantamentos de órgãos oficiais, brasileiros, mostram que entre as principais causas de incêndio estão:

  • Problemas em instalações e equipamentos elétricos;
  • Negligência, incluindo a ação de fumantes;
  • Incêndio criminoso.

Extintores de incêndios x Sprinklers
É possível diminuir o risco de incêndio em uma edificação utilizando os preventivos, dentre eles estão: extintores de incêndio e sprinklers.

Os extintores de incêndio são eficazes, mas é importante lembrar que eles são manuseados por humanos. Logo, devem existir pessoas treinadas para usá-los na hora da emergência.

Já os sprinklers, acionam automaticamente a uma temperatura determinada em projeto e evitam o alastramento do fogo no momento de perigo. Os sprinklers “chegam” muito antes que a brigada de incêndio ou até mesmo o Corpo de Bombeiros, pois em geral, podem acionar em até 30 segundos após o início do incêndio, dependendo da aplicação e das características técnicas do sprinkler.

É importante que, tanto os extintores de incêndio quanto os sistemas de chuveiros automáticos, tenham qualidade garantida, bem como as devidas certificações. Também devem passar por manutenção periódica regular, realizada por uma empresa capacitada.

Os Corpos de Bombeiros brasileiros, possuem regulamentos técnicos próprios e que devem ser seguidos em conjunto com as recomendações normativas que varia para cada estado.

O Grupo Fire é especialista em cursos de formação de Brigada de Incêndio. Se precisar, entre em contato, conte com quem é referência em 07 Estados.

Fonte: Skop